Loading...

Atividade física e boa alimentação ajudam a prevenir a obesidade infantil

04.03.2019 0

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a obesidade infantil é um dos problemas mais graves do séc. XXI, sendo já considerada epidemia devido ao crescente aumento da sua prevalência em todo o mundo. Em Portugal e segundo a Associação Portuguesa contra a Obesidade Infantil (APCOI), uma em cada três crianças, revela excesso de peso. Estes dados colocam o nosso país, entre os países da Europa com maior taxa de obesidade pediátrica (TOP 5 de acordo com o SNS).

Quais as causas da Obesidade Infantil? 

  • Existem vários fatores que contribuem para a obesidade na infância, destacando-se os erros alimentares e a falta de atividade física/sedentarismo. A sociedade tem vindo a alterar ao longo dos anos, os seus padrões alimentares em consequência da modernização dos padrões de vida e da constante evolução da indústria alimentar. Muitas vezes, por falta de tempo, as famílias optam por refeições fora de casa, tendo dificuldades em escolher alimentos confecionados de forma saudável, recorrendo a fast food, comidas embaladas, aquecidas e doces (contendo menor valor nutricional e mais calorias). As crianças brincam cada vez menos no exterior, passando mais tempo a ver TV, a jogar computador, tablet e telemóvel, resultando na diminuição do gasto calórico diário. Existem outros fatores que podem influenciar a obesidade como os fatores genéticos, as alterações psicológicas na adolescência, a baixa auto-estima, a falta de descanso, a obesidade da mãe durante a gravidez, …

Todos estes aspetos prejudicam a nível de saúde, verificando-se uma sobrecarga de peso precoce que perturba o saudável funcionamento e consequente desenvolvimento do organismo das crianças. A obesidade infantil acarreta não só complicações de ordem física mas também de ordem psicológica, destacando-se as doenças cardiovasculares, problemas respiratórios, doenças articulares, problemas psicossociais, etc.

Se a obesidade infantil não for tratada na infância, torna-se mais difícil de reverter a situação na fase adulta. Sendo assim, a prevenção é o melhor remédio. É fundamental um envolvimento de toda a família para uma alimentação e hidratação saudável (informar as crianças do que é saudável ingerir) e a realização de exercício físico regular. Estas alterações irão melhorar os laços da família, divertir a todos, e enraizar nas crianças o gosto pela atividade física e uma vida mais movimentada e saudável!

Sugestões para ajudar o combate à obesidade Infantil?

  • Faça as compras com as crianças ensinando-lhes quais são os alimentos saudáveis;
  • Elabore pratos coloridos e atrativos (as crianças podem ajudar na sua execução);
  • Os pais devem dar o exemplo a nível de alimentação e atividade física: os filhos tendem a imitar os pais;
  • Incentive a prática de atividade física de forma lúdica, como andar de bicicleta, patins e skate, jogar às caçadinhas, saltar à corda; etc..
  • Promova a prática de exercício físico regular: realização de uma modalidade desportiva como por exemplo natação, Karaté, etc.
  • Reduza as horas destinadas à visualização de TV e realização de jogos do PC e tablet.

Saiba mais informações sobre as nossas atividades dirigidas aos mais pequenos, preenchendo o nosso formulário no site.