Loading...

4 Cuidados essenciais de higiene e segurança alimentar a ter na sua cozinha

09.06.2020 0

Uma higiene adequada da sua cozinha é essencial para garantir um consumo alimentar mais seguro no que diz respeito à contaminação por microrganismos.  Neste sentido, recomendamos 4 cuidados essenciais a adotar e/ou manter, de forma a garantir boas práticas de higiene e segurança alimentar durante a manipulação, preparação e confeção dos alimentos.

1º Manter a limpeza

As mãos e os utensílios da cozinha podem ser veículo de microrganismos. Neste sentido, importa:

  • Lavar muito bem as mãos antes de iniciar a preparação dos alimentos, bem como frequentemente durante o processo, nomeadamente entre a manipulação de alimentos crus e cozinhados;

Para uma lavagem adequada das mãos deve:

  • Molhar as mãos com água corrente;
  • Esfregar as mãos uma na outra, com sabão, durante pelo menos 20 segundos;
  • Enxaguar as mãos com água corrente;
  • Secar as mãos com uma toalha limpa e seca.

Imagem: fonte Direção-Geral da Saúde

  • Manter os utensílios (facas, tábuas de corte), os equipamentos (robots de cozinha, por exemplo) e as superfícies (mesas, bancadas) utilizadas na preparação dos alimentos higienizados;
  • Evitar partilhar comidas, bebidas e objetos entre pessoas durante a sua preparação, confeção e consumo;
  • Sempre que possível, descartar as embalagens externas dos produtos alimentares e guardar em recipientes caseiros, com o cuidado de manter as datas de validade.

2º Separar alimentos crus de alimentos cozinhados

A carne e o peixe crus podem conter microrganismos causadores de doença e que podem ser transferidos para alimentos cozinhados ou alimentos a serem consumidos crus (ex.: vegetais crus), durante a sua preparação ou armazenagem. De forma a minimizar este risco deve-se ter em consideração as seguintes recomendações:

  • Garantir a separação de carne e peixe crus dos restantes alimentos;
  • Utilizar diferentes equipamentos e utensílios, como facas e tábuas de corte, para alimentos crus e alimentos cozinhados;
  • Quando armazenados, guardar os alimentos em embalagens ou recipientes fechados.

3º Lavar e cozinhar bem os alimentos

Duas das formas de minimizar a carga microbiana nos alimentos passa por:

  • Lavar muito bem frutas e vegetais, em especial se forem para ser consumidos crus;
  • Cozinhar muito bem os alimentos, em especial a carne, o peixe e os ovos.

A confeção dos alimentos consegue matar quase todos os microrganismos causadores de doença. Alimentos como a carne, o peixe e os ovos, devem ser bem cozinhados, uma vez que podem conter microrganismos causadores de doença. Nas carnes, deve ser assegurado que o líquido de exsudação tem uma cor clara e não avermelhada; tanto o peixe como os ovos devem ser cozinhados muito bem e os alimentos de base líquida, como sopa e guisados, devem ferver durante pelo menos 1 minuto.

4º Manter os alimentos a temperaturas seguras

Os microrganismos multiplicam-se mais rapidamente à temperatura ambiente e, a temperaturas inferiores a 5ºC, a sua multiplicação pode ser retardada. De forma a manter os alimentos seguros, os alimentos cozinhados não devem permanecer mais de 2 horas à temperatura ambiente, e devem ser refrigerados rapidamente tal como os alimentos perecíveis.

Até ao momento, e de acordo com a informação disponibilizada pela Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos e pela Organização Mundial da Saúde, não existe evidência que a transmissão do coronavirus seja feita através do consumo de alimentos crus ou cozinhados.

Contudo, recomenda-se a manutenção e reforço das medidas de higiene e segurança alimentar na sua cozinha.

Nutricionista Ana Isabel Almeida (0766N)