Loading...

A importância do trabalho de musculação na saúde e…na busca do corpo perfeito!

16.11.2020 0

Os benefícios da pratica de exercício física na nossa saúde são amplamente reconhecidos por toda a sociedade. No entanto, nos dias de hoje, ainda estamos perante o velho paradigma do treino de endurance, prolongado por longos períodos numa qualquer passadeira ou bicicleta. Mas será, de facto, este o melhor método de treino?

Grande parte da população que se dirige aos nossos ginásios vai em busca de um corpo de sonho, na procura de uma queima calórica que permita eliminar as gordurinhas a mais e controlar o seu peso. Efetivamente a perda de peso e a queima calórica estão de braços dados nesta luta! Mas será assim tao linear?

É importante salientar que perder peso não significa, em muitos casos, perder gordura! É possível “emagrecer” ganhando peso, “engordar” perdendo peso ou ate mesmo perder peso sem “emagrecer”. Confuso? Um pouco, mas se percebermos que o processo de “EMAGRECER” é eliminar os tão indesejados excessos de gordura corporal, fazendo diminuir a sua percentagem, tudo se torna mais percetível.

Ao longo da nossa vida o nosso corpo vai sofrendo alterações. A partir dos 30 anos, mesmo sem darmos por isso, começamos a perder força e massa muscular. Por volta desta idade, começam a ocorrer mudanças subtis na nossa composição corporal que não se refletem nas balanças de casa de banho. Mesmo que o peso se mantenha estável ao longo dos anos, a verdade é que a nossa massa corporal magra começa a decair e a gordura a fazer o caminho inverso. Então, como evitar esta tendência?

Até hoje, a população em geral acredita que os exercícios aeróbios, por proporcionarem um elevado gasto calórico, são a principal ferramenta na busca do corpo perfeito. Assim, atividade como corrida, simuladores de escadas, bicicletas e elípticas são dos aparelhos mais usados no ginásio, acreditando ser esta a solução para a alterações da nossa composição corporal! Contudo, sabendo que a composição corporal é a QUALIDADE do peso em oposição à QUANTIDADE do peso medido nas balanças, está na altura de mudar este paradigma!

Neste sentido, torna-se importante referir que o trabalho de resistência muscular, para alem de também queimar calorias, contribui para o ganho e preservação da nossa massa muscular. Esta manutenção, ou mesmo aumento da massa magra, irá contribuir para que o nosso organismo seja forçado a um maior consumo diário de energia para a sua manutenção, o que se traduz numa maior queima calórica enquanto respira, dorme, e até mesmo, enquanto vê a sua serie preferida sentada no conforto do seu sofá.

Por outro lado, fortalecendo os músculos e as articulações, é possível aumentar a intensidade e duração do treino cardiovascular, melhorando desta forma a qualidade dos treinos aeróbios e atividades desportivas. Vai torna-lo mais resistente às lesões, melhorar a sua dor de costas e com melhor postura corporal. O treino com pesos vai ainda ajudar a definir os contornos do seu corpo, ajudando a obter uma barriga mais lisa, os braços mais definidos e as pernas mais fortes.

Sendo assim, é altura de questionar: ainda vai continuar a negligenciar o trabalho de musculação?

Posto isto, o importante a reter deste artigo não é abolir o trabalho cardiovascular do seu treino. Pelo contrario, uma rotina de treinos deve ser SEMPRE composta por uma combinação de exercícios cardiovasculares e exercícios de musculação, no sentido de assegurar o equilíbrio necessário para se atingir os ambicionados objetivos.

Bons treinos!