Serviços

Personal Training

Benefícios

Adquirir PT

Solicite uma avaliação gratuita com o seu Personal Trainer!
Reprogramação, teaser ou starter;
Sessões individuais de treino.
O seu amigo treina consigo.
Pequeno grupo de amigos com um objectivo comum – 4 pax.
Equipamentos específicos para treino de consciência corporal e core.

"*" indica campos obrigatórios

Últimos artigos

terceira idade

Exercício físico na terceira idade

A atividade física, que pode ser entendida pelo movimento produzido pelos músculos esqueléticos promovendo gasto energético acima dos níveis de repouso, como por exemplo caminhar, subir escadas.. promove uma melhoria da resistência em geral que deteriora com o avançar da idade.   O exercício físico, que deve ser entendido como todo o movimento orientado, executado de forma planeada face a um determinado objetivo físico, promove o aumento da resistência cardiovascular e força muscular, que por fenómeno natural começa a ficar debilitados com o decorrer dos anos. Neste sentido, para prevenir e controlar o processo degenerativo natural, devemos integrar na nossa rotina a prática de exercício físico regular, podendo desta forma, actuar na reversão da perda de força e de massa muscular, potenciando mesmo o seu ganho e aumento e, assim, melhorar a qualidade de vida do indivíduo, especialmente na terceira idade.   A força é uma das capacidades mais afetadas com o processo de envelhecimento. A perda ocorre devido ao declínio da massa muscular (processo chamado de sarcopenia) que, consequentemente, afeta a capacidade funcional e motora do indivíduo, aumentando assim o risco de lesões. Devido ao declínio da estabilidade e equilíbrio, as quedas são um dos fatores de risco associados a esta faixa etária. Neste sentido, o treino de força constitui uma metodologia bastante importante para a manutenção da massa muscular e para a saúde de uma forma geral. A ACSM (American College of Sports Medicine) recomenda 150 minutos de atividade física moderada por semana (dependendo das condições crónicas) com o objetivo de promoção da saúde.   O treino de força deve ser realizado pelo menos 2 vezes por semana (com recuperação de 48 horas entre as sessões), intensidade leve a moderada, 2/3 séries de cada exercício, 8 a 12 repetições com 50% a 80% da carga máxima suportada. As sessões de treino não devem exceder os 60 minutos. Devem ser privilegiados os exercícios com base nos padrões de movimento humano como empurrar, puxar, rodar, agachar, entre outros, de forma a ter um maior transfere para as atividades do quotidiano.   Alguns fatores a ter em conta durante uma sessão de treino: Aquecimento cardiovascular e articular; Técnica dos movimentos; Hidratação; Roupa e calçado adequado; Temperatura ambiente; Atenção a pequenos sintomas como dor ou desconforto; Plano de treino individual e ou acompanhamento personalizado (Personal trainer). Para uma melhor compreensão da metodologia do treino de força, procure a ajuda de um instrutor no seu clube Solinca. Marque uma avaliação ou reavaliação física, para que lhe seja prescrito prescrito um plano de treino de acordo com as suas necessidades. Cada caso é um caso!

Ler mais
ARTIGO Alimentação Saudavel

Alimentação saudável e divertida para crianças

Os primeiros anos de vida são fundamentais para transmitir conhecimentos importantes ao nível da educação alimentar, possibilitando assim que se criem hábitos alimentares saudáveis desde cedo, que poderão perdurar pela vida fora.   A alimentação influencia o crescimento, o bem-estar e a saúde no presente, mas também no futuro. Com boas escolhas alimentares não vamos apenas prevenir excesso de peso, mas também promover mais saúde, vitalidade, imunidade, concentração e memória!   O que mais chama a atenção da criança numa refeição é sobretudo a forma de apresentação e cor. Os adultos deixam-se cativar mais pelo flavour (sabor e cheiro), a textura, a conveniência, o preço, a qualidade nutricional… entre outros aspetos.   Portanto se conseguirmos jogar com as cores, as texturas e as formas dos alimentos, podemos estimular a criança a comer.   Uma estratégia passa por ter alimentos que queiramos estimular o consumo (ex: frutas, vegetais e legumes) cortados minuciosamente com autênticas animações, como desenhos animados, personagens conhecidas, animais, imagens que estão habituadas a ver nos livros infantis e com diferentes texturas.   Personagens como o Mikey ou o Nemo (preparados maioritariamente com pão integral, cenoura, beterraba e queijo. Paisagem da natureza (plantas, árvores…), ou animais (exemplo joaninhas) – usando rúcula, tomate cereja, queijo mozarela, uvas… Fruta disposta de forma geometricamente apelativa e/ou combinada com queijo em forma de espetadas Muffins ou queques caseiros em formato de desenhos animados Nem sempre se justifica fazer animações com os alimentos, mas o fato de ser um prato colorido e bem organizado já vai estimular a criança a comer voluntariamente com agrado. Podemos por isso fazer analogias da cor a personagens:   Podemos ter um bolo saudável com base de aveia, espinafres e banana – fazer a analogia com a personagem Shrek – bolo do Shrek Receita de Bolo de banana e espinafres (bolo do Shrek): Ingredientes: 2 chávenas almoçadeiras de farinha de aveia 4 ovos 4 bananas maduras ½ chávena de azeite 1 chávena almoçadeira de espinafres 2 colheres (sopa) de fermento em pó Canela a gosto   Preparação: Num liquidificador ou robot de cozinha coloque as bananas, os ovos e o azeite até obter uma mistura homogénea. Adicione os espinafres e triture mais um pouco. Em seguida adicione a farinha de aveia, a canela e o fermento. Coloque a massa numa forma untada com azeite e farinha de aveia e leve ao forno a 180ºC cerca de 30 minutos.   Outra estratégia passa por incluir os legumes e vegetais de forma disfarçada, misturados com outros alimentos, como por exemplo:   Puré de batata doce e brócolos Puré de batata e cenoura/abóbora   Envolver a criança na preparação dos alimentos e os pais darem o exemplo a comerem alimentos saudáveis já são incentivos para que a criança consuma. Não têm que se aplicar todas estas estratégias em simultâneo, mas aplicar algumas delas com certeza será já uma boa ajuda.

Ler mais
aquafitness

Diferentes formas de treino no meio aquático

As atividades realizadas no meio aquático têm sofrido ao longo do tempo uma grande evolução, tanto a nível de material como a nível de execução, variedade de movimentos e variantes. A Solinca possui, para além das aulas de natação, a modalidade designada por hidroginástica.Esta, é caracterizada pela realização de um conjunto de exercícios na piscina como prática regular de atividade física. Adami (2003) define hidroginástica utilizando o termo “Aquafitness” referindo que é uma forma de exercício muito agradável, que usa a resistência natural e impulsão da água para promover um treino de baixo impacto, que é simultaneamente divertido e eficaz. As propriedades físicas do meio aquático e as vantagens da realização de exercícios neste meio, faz com que seja adequado para todas as idades e para todos os níveis de capacidade motora.Os exercícios de aquafitness pretendem melhorar todos os componentes do fitness: resistência muscular e força, composição corporal, capacidade aeróbia, flexibilidade ou mobilidade articular, bem como reforçar a coordenação. Um programa de Hidroginástica pode ser apresentado com diferentes formatos, consequência das muitas possibilidades de trabalho na água, e fruto da multiplicidade de variáveis a combinar. Vários autores têm indicado propostas de aula diferenciadas em número, terminologia e objetivos. Sendo assim, na Solinca pode encontrar as seguintes variáveis da hidroginástica:   – HIDROCross é uma aula de alta intensidade realizada tanto em terra como em água, onde o objetivo é realizar o número máximo de repetições num menor tempo possível, desenvolvendo assim capacidades como a resistência, força e coordenação. Caracteriza-se por ser uma aula muito diversificada, utilizando diversos materiais bem como o peso corporal, o que proporciona um desafio constante e motivador.   – HIDROLocal é uma aula de condicionamento físico, focando-se mais no trabalho muscular isolado, com objetivos mais específicos, e utilizando também vários materiais para o efeito.   – HIDROPower é uma aula de condicionamento aeróbio, distinguindo-se da Hidroginástica pela maior exigência e intensidade do treino.Utilizando treinos intervalados, circuitos e materiais diversificados.   – Fow é um treino numa plataforma instável sobre a água, com a realização de exercícios de fortalecimento do CORE, correção de postura, equilíbrio, adaptações neurais e consciência corporal, flexibilidade e agilidade, força e potência muscular.   Para mais informações visite o nosso site ou através peça condições através do seguinte email: natacao@solinca.pt

Ler mais