Solinca

Recrutamento

Carreiras na Solinca

Estamos a recrutar para a nossa equipa! Conheça as vagas disponíveis e envie a sua candidatura.

Ser PT Externo na Solinca

Quer ter o seu próprio negócio de Personal Trainer e gostava de dar treinos nos ginásios Solinca? 

Últimos artigos

Repeticoes Altas ou

Repetições Altas ou Baixas?

A questão de usar repetições altas ou baixas para hipertrofia depende de vários fatores, incluindo o objetivo específico do treino, a capacidade individual do praticante e a preferência pessoal. Ambos os métodos têm os seus próprios benefícios e são frequentemente usados em programas de treino de hipertrofia. Repetições Baixas (1-6 repetições): Força máxima: Treinar com repetições mais baixas e cargas mais pesadas está associado ao desenvolvimento da força máxima. Schoenfeld et al. (2014) concluiu que os treinos de força com cargas mais pesadas (≤ 6RM) são mais eficazes na melhoria da força máxima. Estímulo para fibras musculares de contração rápida: As fibras musculares de contração rápida, que têm maior potencial de crescimento, são mais recrutadas com repetições baixas e cargas mais pesadas. (Wernbom, Augustsson & Thomeé, 2007). Menor fadiga muscular: Como menos repetições são realizadas, a fadiga muscular é menor, permitindo que o praticante consiga levantar cargas mais pesadas levando assim à tensão mecânica (mecanismo de hipertrofia). Repetições Altas (8-12 repetições ou mais): Stress metabólico: Repetições mais altas criam um stress metabólico maior nos músculos, o que pode contribuir para a hipertrofia muscular. Existem vários estudos que destacam o papel do stress metabólico na hipertrofia muscular (Schoenfeld, 2020; Vingren, 2010). Volume de treino: Repetições mais altas geralmente levam a um maior volume total de treino, o que pode ser benéfico para o crescimento muscular. Segundo Schoenfeld, Contreras, Vigotsky & Peterson (2016), constatou que o aumento do volume de treino está associado a maiores ganhos de massa muscular. Menor risco de lesão: Como as cargas são mais leves, há um menor risco de lesões. É importante notar que ambos os métodos podem ser eficazes para hipertrofia. Muitas vezes, é benéfico incluir na periodização de treino, uma variedade de rep ranges para promover o desenvolvimento muscular e evitar a estagnação do progresso. Além disso, fatores como intensidade, volume, frequência de treino e o período de descanso também desempenham papéis importantes na eficácia do treino de hipertrofia. Diogo Simões – Fitness Instructor (Solinca Loures) Schoenfeld, B. J. (2020). Science and development of muscle hypertrophy. Human Kinetics. Schoenfeld, B. J., Contreras, B., Vigotsky, A. D., & Peterson, M. (2016). Differential effects of heavy versus moderate loads on measures of strength and hypertrophy in resistance-trained men. Journal of sports science & medicine, 15(4), 715. Schoenfeld, B. J., Ratamess, N. A., Peterson, M. D., Contreras, B., Sonmez, G. T., & Alvar, B. A. (2014). Effects of different volume-equated resistance training loading strategies on muscular adaptations in well-trained men. The Journal of Strength & Conditioning Research, 28(10), 2909-2918. Vingren, J. L., Kraemer, W. J., Ratamess, N. A., Anderson, J. M., Volek, J. S., & Maresh, C. M. (2010). Testosterone physiology in resistance exercise and training. Sports medicine, 40(12), 1037-1053. Wernbom, M., Augustsson, J., & Thomeé, R. (2007). The influence of frequency, intensity, volume and mode of strength training on whole muscle cross-sectional area in humans. Sports medicine, 37, 225-264.

Ler mais
grelos 1

G de Grelos

Os grelos são um legume muito cultivado em Portugal, e estão disponíveis para consumo (como legumes da época) de outubro a maio. Podem ser de grelos do nabo, da couve ou da nabiça, tratando-se no fundo de um talo de calibre variável do qual saem algumas folhas e flores nas extremidades. O sabor naturalmente amargo deriva da presença de glicosinolatos, que desaparecem quando se escalda este legume em água bem quente. Têm um valor energético baixo (28 Kcal por 100g de parte edível), mas são muito ricos em nutrientes como a vitamina C, a vitamina A, os carotenos, o potássio, o cálcio, o magnésio e a fibra, o que os torna bons aliados para: prevenir do cancro do cólon; combater os radicais livres, devido aos antioxidantes; auxiliar na obstipação, uma vez que são ricos em fibra; melhorar a saúde óssea pelo teor de cálcio e magnésio. Os grelos só são comestíveis enquanto não têm flores, portanto procure escolher aqueles que apresentam um ar mais fresco, com as folhas verdes escuras, rejeitando os que se apresentem amarelados. Pode armazená-los no frigorífico cerca de 2-3 dias. Serviço de Nutrição Solinca Bibliografia Batista, C. E. (2012). Propriedades nutricionais e nutracêuticas de Grelos e Espigos. Bragança. DECO. (12 de 5 de 2020). Calendário de fruta e legumes na época ideal. Obtido de Deco Proteste: https://www.deco.proteste.pt/alimentacao/produtos-alimentares/dicas/calendario-de-fruta-e-legumes-na-epoca-ideal# PortFir. (21 de 04 de 2020). Obtido de PortFir Insa: http://portfir.insa.pt/foodcomp/food?13469

Ler mais
Atividade e Aptidao Fisica

Atividade e Aptidão Física

Atividade física é qualquer movimentação corporal voluntária capaz de produzir um gasto energético acima dos níveis de repouso. O termo atividade físico, é um fenómeno/comportamento extremamente complexo, sendo hoje em dia definido como um conjunto de comportamentos que inclui todo o movimento corporal, ao qual se atribui um significado diferente de acordo com o contexto onde se realiza. Neste sentido, conclui que esta definição engloba toda a atividade física utilizada para nos deslocarmos, tanto nas tarefas da vida diária, no trabalho, nas atividades praticadas em tempos de lazer, nas atividades desportivas organizadas ou não. A atividade física enquadra-se em quatro segmentos: atividades físicas relacionadas ao trabalho, da vida diária (tomar banho, comer, sentar levantar, entre outros), locomoção e lazer. No âmbito da Intervenção do Profissional de Educação Física, a atividade física compreende a totalidade de movimentos corporais, executados no contexto de diversas práticas: jogos, lutas, artes marciais, ginásticas, exercícios físicos, desportos, danças, atividades rítmicas, expressivas e acrobáticas, musculação, lazer, recreação, reabilitação, ergonomia, relaxamento corporal, ioga, exercícios compensatórios à atividade laboral e do quotidiano e outras práticas corporais. As atividades físicas podem ser classificadas em 3 partes: leve, moderada e vigorosa ou intensa. As atividades físicas leves são exercícios sem muito risco, o gasto calórico normalmente é baixo e que trabalham com menos de 60% da frequência cardíaca máxima. As atividades físicas moderadas que melhoram a capacidade cardiorrespiratória e queimam calorias são as que trabalham entre 60% e 80% da frequência cardíaca máxima. Já as atividades físicas vigorosas ou intensas, normalmente a queima de calorias é alta através do maior desgaste físico, trabalham acima de 80% da frequência cardíaca máxima. Na Aptidão Física refere-se a um conjunto de particularidades que decorrem na interação dos bens genéticos com os hábitos de exercício. Podem ser identificadas 4 componentes que incluem a aptidão aeróbia: a aptidão cardiorrespiratória ou a resistência aeróbica, composição e mobilidade corporal e a composição muscular, como a força e resistência muscular e flexibilidade. Todos estes atributos são muito influenciados pelo volume, tipo e intensidade do exercício desde a infância e durante todo o restante ciclo de vida. A aptidão aeróbica é a capacidade que uma pessoa tem ativando-o através dos músculos durante o exercício, já a composição corporal é o peso corporal que pode ser dividido em diferentes compartimentos relacionados com a sua composição, que incluem: massa gorda e massa livre de gordura (água, osso e proteína). A aptidão muscular é um estado funcional do sistema músculo-esquelético como a força, a resistência muscular e a flexibilidade já referidas. Com a realização de uma avaliação, prescrita por um profissional do exercício físico, dependendo da experiência de treino, das limitações físicas e dos objetivos de cada pessoa, é possível ir ao encontro das necessidades de cada um. Joana Ferreira, estágio profissional Solinca Classic Guimarães

Ler mais