Loading...

Alimentos funcionais: o que são e quais são?

21.04.2021 0

Um alimento funcional é aquele que apresenta um efeito benéfico sobre determinadas funções do organismo, para além dos efeitos nutricionais habituais e que melhora o estado de saúde e de bem-estar ou que reduz o risco de doença.

Alimento funcional pode ser considerado:

  • Um alimento natural não modificado (Ex.: peixes com elevado teor de ácidos gordos ómega-3);
  • Um alimento em que um componente foi aumentado pelo processo de produção (Ex.: leite enriquecido em cálcio ou vitamina D);
  • Um alimento em que um componente foi adicionado com o objetivo de fornecer benefícios (Ex.: iogurte com adição de prebióticos ou probióticos);
  • Um alimento em que um componente foi removido (Ex.: iogurte com teor reduzido de gordura);
  • Um alimento em que um componente foi substituído por outro com propriedades favoráveis (Ex.: refrigerantes em que o açúcar é substituído por edulcorantes);
  • Um alimento em que um componente foi modificado por meios enzimáticos, químicos ou tecnológicos (Ex.: arroz geneticamente modificado).

O componente funcional tem que demonstrar os seus efeitos benéficos nas quantidades em que é ingerido na alimentação e deve ser consumido regularmente, como parte integrante de uma alimentação variada. São exemplos de componentes funcionais com efeito benéfico na saúde:

  • Fibra alimentar presente, por exemplo, em cereais integrais e hortofrutícolas com efeito na redução dos níveis plasmáticos de colesterol e modulação da glicemia;
  • Beta-glucano presente na aveia, com efeito benéfico na redução do risco de doença coronária;
  • Fitosteróis presentes por exemplo em frutos oleaginosos, cereais e óleos vegetais com efeito na redução da absorção intestinal do colesterol, contribuindo para a diminuição dos níveis plasmáticos do mesmo;
  • Ácidos gordos monoinsaturados e polinsaturados presentes, por exemplo, nos frutos oleaginosos e no azeite, têm efeito benéfico na redução do risco de patologia cardiovascular, ao melhorar o perfil e o conteúdo dos lípidos séricos;
  • Cálcio presente, por exemplo, em produtos lácteos e alimentos fortificados com efeito benéfico na mineralização óssea e na redução do risco de osteoporose;
  • Prebióticos presentes, por exemplo, em hortícolas com potencial, importantes na otimização das funções da flora intestinal;
  • Probióticos presentes, por exemplo, iogurtes e leites fermentados importantes na otimização das funções da flora intestinal.

Cezara Popa (4398N)

Nutricionista Solinca Classic

Bibliografia

1. Oliveira L, Poínhos R, Sousa F, Silveira M. Construção e validação de um questionário para avaliação da perceção sobre alimentos funcionais. Acta Portuguesa de Nutrição [Internet]. 2016; Available from: http://actaportuguesadenutricao.pt/wp-content/uploads/2017/02/Acta-7_MEDIUM.pdf

2. Mendes AP. Alimentos funcionais | Ficha técnica do CIM (Centro de Informação do Medicamento). Rev da Ordem dos Farm 113 [Internet]. 2014;133–4. Available from: http://portfir.insa.pt/foodcomp/pdf?904

3. Sloan AE. The Top 10 Functional Food Trends. FOOD TECHNOLOGY MAGAZINE [Internet]. 2020; Available from: https://www.ift.org/news-and-publications/food-technology-magazine/issues/2020/april/features/the-top-10-functional-food-trends

4. Katan MB. Functional foods. Lancet. 1999;354(9181):794.